quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

CFBio já discute a Biologia Estética - Petição já passa das 900 assinaturas



A Petição Pública "Pela regulamentação da Biologia Estética" já passou das 900 assinaturas!

CLIQUE AQUI E ASSINE A PETIÇÃO

No ano passado, a Comissão de Saúde do CFBio - Conselho Federal de Biologia passou a estudar a área de Biologia Estética também pelo material que nosso grupo de Biólogos especialistas em Estética montou, contando com as mais de 800 assinaturas da época, análise histórica da legislação da estética e as diversas profissões que trabalham com ela, as disciplinas e material de duas especializações em Biologia Estética (exclusivas para biólogos) e argumentos correlatos sobre essa área de atuação.

Já contamos com apoio de representantes dos CRBios e CFBio para essa empreitada, e de acordo com nossas fontes, provavelmente só falta o "quando", e não mais o "se" vai, porque esse assunto já está nas rodas de conversas.

Os biólogos que continuam a mandar questionamentos sobre o assunto no CRBio ou CFBio, nos ajudam indiretamente, pois deixam o assunto vivo.

Sabemos também que colegas e alguns políticos podem estar preparando algo por aí... o que será?



Não se deixe enganar pelo CFM
Conselho Federal de Medicina


Justiça extingue processo que proibia dentistas de aplicarem toxina botulínica para finalidade estética

"Acolhendo argumentos feitos pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO), o juiz Ivan Lira de Carvalho, titular da 5ª Vara da Justiça Federal de Natal (RN), extinguiu o processo que limitava cirurgiões-dentistas de aplicarem toxina botulínica, popularmente conhecida como “botox”. A decisão do magistrado foi proferida nessa quinta-feira, dia 27.

Na prática, sem exame de mérito, o magistrado extinguiu o processo judicial pelo qual, por meio de medida liminar (decisão provisória), suspendeu os efeitos da Resolução nº 176/2016. No entendimento do juiz federal, o processo não pode tramitar na 5ª Vara Federal da Seção Judiciária de Natal, como também defendeu em parecer emitido recentemente o Ministério Público Federal (MPF).

Ao se manifestar sobre a decisão, o presidente do CFO, Juliano do Vale, reforçou que os cirurgiões-dentistas têm autorização legal e competência profissional para a utilização da toxina botulínica e de preenchedores faciais para fins odontológicos, amparados pela Lei nº 5.081/66 e com base em resoluções do CFO. “Os cirurgiões-dentistas têm competência legal para utilizar a toxina botulínica e os preenchedores faciais em tratamentos odontológicos”, ratificou o presidente do conselho".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.