terça-feira, 4 de março de 2014

Quando ensinar se torna o motivo da sua demissão

Na verdade não é de hoje que vejo isso acontecer, mas está cada vez mais gritante algumas profissões com áreas afins do Biólogo restringirem o conhecimento e trabalho para eles, e somente para eles.

Há menos de 6 meses atrás, alguns cursos na área laboratorial animal de uma importante rede de ensino EAD deixava qualquer profissional fazer seus cursos, agora, você só tem acesso a eles se for estudante ou veterinário já formado.

Alguns profissionais de biomedicina, por exemplo, levam muito a sério o lema "biomédico contrata biomédico", o que na verdade, esconde é um preconceito com outras profissões.

Nem vou dizer o caso dos médicos, que todos sabemos que aprendem horrores com os outros, e dali um tempo tentam transformar áreas como exclusivas suas, e é só lembrar do Ato Médico que já sabemos tudo o que tentaram.

Mas e os Biólogos?

Biólogos tem a PÉSSIMA mania de ensinarem tudo! Tudo o que sabemos passamos aos outros, e não temos o senso de ajudar outro colega Biólogo, contratando as vezes profissionais que vão inclusive substituir colegas Biólogos.

A formação de 90% de nossos educadores Biólogos é voltada para publicações e ensino, o que acarreta que todos tem acesso aos seus conhecimentos e descobertas, mas já notaram como inúmeras vezes toda a honra vai para o aplicador e não para o cara que ensinou ou descobriu e publicou?

Os Biólogos ensinam ecologia, botânica, zoologia, etologia, hidrobiologia e manejo para quem quer que seja, pois tem para si que todos precisam de conhecimento! Mas na hora de contratar um analista ambiental... Quem fica com a vaga? O Biólogo?

O Biólogo ensina genética para todos os profissionais da saúde, mas na hora que saíram as vagas... Quem ficou com o cargo de Aconselhamento Genético na política de Doenças Raras do MS? Não foram os Biólogos!!!

Os Biólogos vivem ensinando sobre as relações parasita-hospedeiro, doenças, etiologia, sintomatologia, vetor, concorrente ecológico, seja na saúde, ambiente ou agropecuária, mas qual foi a profissão preterida no último concurso do MAPA?

Estão brotando inúmeras empresas de Biotecnologia, o que acarreta que os profissionais tem de ter forte conhecimento de Biologia Molecular, Bioquímica, Microbiologia, Imunologia, Genética, e dependendo da empresa, muita Ecologia e Fisiologia, seja vegetal ou humana/animal. Mas não estou vendo vagas sobrando para os Biólogos. Estou é vendo muito farmacêutico ficando com vaga. Muitas engenharias de bioprocessos surgirem. Muitos agrônomos correndo e fazendo pós na área de melhoramento... Mas quem os ensina tudo isso?

Quase todas as profissões possuem meios de resguardar sua margem de influência na sociedade, e algumas delas são criando empecilhos para a formação de profissões concorrentes. Mas na Biologia ocorre literalmente o contrário. Formamos todo o tipo de profissão concorrente e quando ficamos sem a vaga o professor fica lá, dizendo que fez seu papel como educador e "passador" de conheciemento.

Apenas se esquecem que antes de serem educadores foram graduados em uma profissão. E a grande maioria de nossos educadores esquece que está formando o "inimigo" e dá as costas para a própria profissão. 

Obviamente, o "inimigo" maior da Biologia não são as outras profissões, e sim ela mesmo. Enquanto estamos ensinando os outros, eles estão abrindo empresas, e não estão contratando pessoal com a mesma graduação que os ajudou a aprender.

Não está nos faltando um pouco de orgulho? Somente os Biólogos tem o dever de passar tudo e deixarem todos lucrarem as custas de nossos conhecimentos?

Reflitam!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário