quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Biologia Estética ganha novo fôlego

Em março de 2014, o blog publicou uma matéria sobre a necessidade sobre a regulamentação da Biologia Estética, e se você CLICAR AQUI, poderá rever os pontos elencados.
Nessa publicação, indicamos nosso atraso em relação aos fisioterapeutas, biomédicos e farmacêuticos, pois todos estavam já com as áreas regulamentadas. Além disso, fizemos uma comparação entre a formação básica deles com a nossa, e constatamos que além de não possuírem muitas diferenças de conteúdo básico, todos precisam de uma especialização para atuar na área com segurança e respaldo legal.

De lá para cá, os enfermeiros também entraram na área e estão fundando suas especializações específicas.

Hoje quem atua em estética são os técnicos em estética, bacharéis e tecnólogos em estética, médicos especialistas em algumas áreas, como dermatologia e outros profissionais da saúde. Quem iniciou na área dentre os outros profissionais da saúde foram os fisioterapeutas. Os biomédicos vieram depois, assim como os farmacêuticos e por último os enfermeiros. Quando faço esse histórico dessas profissões de saúde de nível superior, me refiro ao histórico do reconhecimento por seus respectivos conselhos.

Há poucas semanas, os comentários da nossa antiga publicação sobre o assunto voltou com tudo, e inclusive ganhamos novas assinaturas na petição pela regulamentação da área direcionada ao Sistema CFBio/CRBios.

Contribua também pela regulamentação: 

Precisamos nos mobilizar para mostrar ao CFBio que devemos lutar pela área. Que com respaldo, poderemos emitir o TRT - Termo de Responsabilidade Técnica perante a Vigilância Sanitária. Que os biólogos interessados na área não desejam simplesmente praticar a estética, e sim que com uma especialização em Saúde Estética ou mesmo em futuras em Biologia Estética (após regulamentação) poderemos praticar a estética com capacidade técnica e com a garantia de fiscalização do sistema CFBio/CRBios. Precisamos saber quais são os procedimentos que podemos realizar, quais são seguros, quais são eticamente aceitáveis e quais poderemos fazer com a especialização X ou Y!


Estamos criando um grupo no Whatsapp para começarmos a nos mobilizar, dialogar e como nos comunicar de forma mais eficaz com o CFBio/CRBios sobre o assunto para os sensibilizar. Envie seu contato para biologiaprofissional@outlook.com e indique no título do e-mail ou corpo que deseja ser incluído no grupo de trabalho. 


sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Conselho Federal de Biomedicina reconhece os Biólogos em Análises Clínicas


No dia 2 de setembro de 2016, um juiz federal de Minas Gerais deu ganho ao CFBm em um concurso da UFMG. No presente concurso, há vagas para farmacêuticos em áreas exclusivas aos farmacêuticos (assistência farmacêutica) e aos farmacêuticos que podem realizar análises clínicas e toxicológicas (farmacêuticos-bioquímicos e farmacêuticos generalistas), além de vagas exclusivas aos Biólogos. Por alguma razão, não havia vagas para biomédicos.

Em concurso público é necessário descrever as atribuições previstas ao cargo. No caso dos Biólogos, a descrição reforçou a formação holística da profissão, prevendo que o Biólogo poderia trabalhar na área de inventário, meio ambiente, biologia molecular ou mesmo as análises clínicas e citológicas. É essa característica que torna o Biólogo interessante para diversos órgãos públicos, pois pode alocar esse profissional em diversas secretarias e tipos diferentes de laboratórios, podendo contar com Biólogos especialistas nas áreas que requerem isso.

Entendendo o exposto acima, para poder concorrer nas vagas previstas (tanto nas vagas dos Biólogos, como nas vagas dos farmacêuticos analistas de laboratório, o CFBm (Conselho dos Biomédicos) entrou com um mandato de segurança e conseguiu parcialmente o pretendido. Conseguiram concorrer nas vagas dos farmacêuticos de análises clínicas, mas não nas vagas dos Biólogos.

A decisão do juiz em deixar os biomédicos concorrerem nas vagas dos farmacêuticos se torna clara pelo próprio nome do cargo no edital do concurso: "FARMACÊUTICO/ANÁLISES CLÍNICAS E TOXICOLÓGICAS". Fica fácil entender que essa vaga obrigatoriamente levaria o farmacêutico ao laboratório clínico, e como não é atribuição exclusiva, reverteram em seu favor. Mas não conseguiram comprovar que conseguiriam exercer o cargo de Biólogo, pois apesar de estar previsto em edital as análises clínicas aos Biólogos, também constavam áreas como educação ambiental e estudos dos seres vivos. No caso das vagas dos Biólogos, o juiz entendeu que não havia compatibilidade de formação.

Nos argumentos apresentados pelo CFBm (Conselho dos Biomédicos), eles assumiram que "que as atividades desenvolvidas pelos biomédicos seriam correlatas àquelas exercidas pelos biólogos e farmacêuticos de análises clínicas e toxicológicas, denotando discriminação e direcionamento vedados pelo ordenamento. Aduz, por fim, que a lei que criou o Conselho Federal de Biomedicina seria a mesma que instituiu o Conselho Federal de Biologia, o que denota a similitude profissional, sendo que a jurisprudência já teria consolidado o entendimento no sentido de reconhecer a correlação entre as funções exercidas pelo biólogo e biomédico".

Traduzindo o exposto, o Conselho Federal de Biomedicina reconheceu que os Biólogos podem realizar análises clínicas, pois é área correlata as duas profissões, assumindo inclusive que várias decisões judiciais assim o dizem.

Vitória dos Biólogos!


segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Livros de Ciências Biológicas e Geral

Pessoal, temos aqui abaixo uma lista de livros com preços bem especiais de um amigo.

A maioria é da área básica das Ciências Biológicas! Estão literalmente novos em sua maioria!

Contato: willian.jms@gmail.com

Livro Autor Edição/Ano/Editora
R$ 11,00 Aumente sua habilidade com os números - Contas com mais agilidade Jeffrey, Andrew 1ª/2013/Publifolha
R$ 30,00 Pré-Cálculo para leigos Forseth; Burger; Gilman; Rumsey 1ª/2011/Alta Books
R$ 30,00 Cálculo para leigos Ryan, Mark 2ª/2009/Alta Books
R$ 30,00 Cálculo para leigos II Pfeiffer 2011/Alta Books
R$ 15,00 Patologia - Processos Gerais para o Estudo das Doenças  Rocha, Arnaldo 2ª/2011/Editora Rideel
R$ 45,00 Fundamentos de Bioquímica  Galante, Fernanda  2ª/2014/Editora Rideel
R$ 30,00 Genética Médica  Otto, Paulo 2013/Roca - Brasil 
R$ 25,00 Hematologia  Ferris, Patrick  1ª/2012/DCL
R$ 230,00 Tratado de Fisiologia médica (3 Volumes) Guyton e Hall 12ª/2011/Elsevier 
R$ 50,00 Histologia Essencial Gartner; Hiatt 2011/Elsevier 
R$ 100,00 Parasitologia Humana Neves, David 12ª/2011/Atheneu
R$ 13,00 Análises laboratoriais Alves, Mariângela  1ª/2011/DCL
R$ 45,00 Sistema Solar  Marcus Chown 1ª/2014/Blucher 
R$ 40,00 O livro do corpo humano  Steve Parker  Ciranda Cultural
R$ 20,00 Guia mangá - Bioquímica  Masaharu Takemura 2012/Novatec
R$ 16,00 Guia mangá - Biologia molecular  Masaharu Takemura 2010/Novatec
R$ 16,00 Guia mangá - Estatística  Shin Takahashi 2010/Novatec
R$ 10,00 1565 - Enquanto o Brasil nascia  Pedro Doria  2012/Nova Fronteira
R$ 7,00 Lenny Cyrus, o supervírus Joe Schreiber  Globo Livros
R$ 12,00 O filhote perfeito Gwen Bailey 1ª/2010/Editora CMS

quinta-feira, 23 de junho de 2016

CFBio cria grupo para a Perfusão - Circulação Extracorpórea


O Conselho Federal de Biologia criou um grupo de trabalho para estudar a regulamentação da Circulação Extracorpórea ou Perfusão para os Biólogos, de acordo com uma nota divulgada no site do CRBio 04, clique aqui e veja.

Para quem acompanha este blog, sabe que publicamos ano passado uma reportagem da série É coisa de Biólogo sobre essa área de atuação, já abraçada por colegas há décadas.

A perfusão é muito aplicada, trabalhando em ambiente cirúrgico juntamente com médicos e enfermeiros, além de ser necessário conhecimentos em hematologia, bioquímica e fisiologia específicos da área humana. A especialização no assunto é necessária tanto pelas necessidades teóricas e práticas, como é exigência geral do mercado.

Recentemente a área foi regulamentada pelo Conselho Federal de Farmácia para os farmacêuticos, há anos já é regulamentada pelo Conselho Federal de Biomedicina para os biomédicos e muitas outras profissões da saúde também atuam.